Árvores do Bosque : Cuieira

Nome Popular : Cuieira
Nome Científico : Crescentia cujete
Sinonímea : cuia, cabaço-de-cuia, cabaço-para-vasilhas.
 
Origem : América do Sul.
Família : Bignoniaceae
Altura : até 12 metros.

Finalidade : ao se retirar a polpa do fruto da cuieira, o mesmo é posto a secar fazendo a conhecida "cuia" de largo emprego e de múltiplos usos na região Norte do Brasil.

Finalidade terapêutica : a polpa é usada empiricamente na clorose (tipo de anemia que ataca especificamente à mulher). Os indígenas usam a folha para provocar (induzir) o parto.

Curiosidade : após secar a cuia, o homem do interior a pintava de preto com a resina do "cumatê", uma árvore que sempre é plantada às proximidades de onde se planta a cuieira. Antes, comentam, mergulhavam a cuia em urina humana para absorver a amônia que fecha os poros da cuia e receber melhor o breu do cumatê, pois fica com a superfície lisa, embelezando a peça. No interior, em algumas localidades, ainda se usa este processo. É claro que com o aperfeiçoamento dos produtos industrializados (lixa, tintas) o uso da urina no preparo das cuias ficou obsoleto. A amônia, presente na urina, é que alisava a superfície da cuia. Muita gente boa tomou tacacá em uma "cuia mijada". (Ler o verbete "Cumatê")